Páginas

terça-feira, 20 de março de 2012

Engenho Frexeiras






         Para chegar a este belo engenho, o acesso é feito pela BR-101 Sul até o entroncamento com a PE-63, ambas em bom estado de conservação. Após 5 Km, logo após  o Distrito de Frexeiras, segue a direita por estrada vicinal em estado regular de conservação. No percurso o canavial ladeia a estreita estrada de barro. Logo adiante avistamos a capela do engenho, cuja padroeira é nossa Senhora de Lourdes. A capela tem um estilo de construção eclético. Seu formato único em forma de cruz, com bandeiras em ogivas neogóticos, vãos abertos e arqueados. A mesma foi construída no topo de uma colina, e em seu entorno existe gramíneas e palmeiras.
        Seguindo em frente, várias casas de moradores são avistadas no percurso. Atravessamos uma ponte em alvenaria e madeira sobre o rio Ipojuca que passa imponente pelo engenho com suas corredeiras, sendo um bom local para pesca. Margeando o rio, chegamos à casa grande, uma das mais bonitas e conservadas da região. Em estilo Chalé, a mesma data, provavelmente, do fim do século XIX, assim como a capela. Seu telhado em duas águas é mais alto e independente do que o alpendre. O telhado principal é protegido por uma platibanda recortada, adornada por um brasão ao centro e por quatro pinhas ao alto. Seu alpendre possui colunas de ferros. Assim com o seu guarda corpos. Em seus arredores, fruteiras, flores silvestres, gramíneas, palmeiras e construções de menor porte.
    
Livro: Escada Riqueza de Pernambuco.
Autor: José Luis Minduca.
(*) Barão de Frexeiras foi Antonio dos Santos Pontual.

Um comentário:

  1. ponha em seu blog uma aplicativo que tem na área de membro do bloggeer como te seguir por email muito bom ok

    ResponderExcluir