Páginas

quarta-feira, 10 de março de 2010

Casa-Grande do Engenho Jundiá.

































































       A aproximadamente 15 km da séde do municipio vamos encontrar a casa-grande do engenho de maior valor artístico de Pernambuco, por ali ter residido o mundialmente famoso pintor Cícero Dias. A Casa-Grande impressiona pela sua grandeza e notabiliza-se pelo elemento raro na arquitetura, que é o patio interno, tendo 25 quartos 3 salas Grandes e varios banheiros. Construída na segunda metade do século XIX, em calçada alta, cujo acesso é feito por uma escadaria em semi-círculo. Até a escadaria, nota-se restos de pedras no jardim, formando um grande círculo que dava acesso a mesma. A edificaçao sofreu alteração em sua arquitetura original, Hoje em ruinas. A Casa-Grande está abandonada e seus jardins como curral para gados. A Capela, de estilo neoclássico, possui uma porta central arqueada, frontão com adornos e cornija. Na frente da Capela encontramos no meio de duas palmeiras Imperias as ruinas da base do cruzeiro da capela. Ao seu redor observamos outras contruções, que serve como moradia para os trabalhadores.

Autor:José Luis Minduca.




Livro:Escada Riqueza de Pernambuco.

6 comentários:

  1. Peço as autoridades Municipais,Estaduais e até mesmo as Federais que não acabe a nossa cultura que preservem a cultura essas fotos mostram o descaso com a cultura brasileira a Casa Grande do Engenho Jundia em Escada/PE onde nasceu um dos artistas plasticos mais importantes do mundo que é Cicero Dias esta em condições precarias peço a todos que preservem nossa cultura e que restaurem a Casa Grande do Engenho Jundia em Escada/PE.Hoje esta proprieddade pertence a Usina União e Industria S/A e também peço a eles que preservem nossa cultura e restaurem a Casa Grande do Engenho Jundia em Escada/PE obrigado.

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Hoje 23/10/2017 se encontra totalmente abandonada em ruínas, sem portas e janelas e parte do teto já desabou, e vitima de vândalos que ate tocar fogo em seu interior comprometendo ainda mais a estrutura das paredes, não dou 5 anos para o casarão ir a baixo, lamentável.

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Tô acabando o meu livro, deu trabalho porem tá na reta final, aí vocês vão saber mais detalhes de vovó Anna Rita de Holanda Cavalcanti Gonçalves da Rocha ( Baronesa do Espinheiro ) irmã caçula do Barão de Suassuna (tio Henrique)

    ResponderExcluir
  5. Tem tanta coisa publicada sobre vovó Anna Rita e seu irmão o Barão de Suassuna, gente quê nunca conviveu com essa casta e inventam história e mais história, já diz o ditado, "a mentira reina enquanto a verdade não chega"

    ResponderExcluir